Retenção de líquido: como evitar?

22 de outubro de 2017

Sabe aquele inchaço que de vez em quando resolve dar as caras? Ele não prejudica seu corpo apenas esteticamente e nos números da balança, ele pode estar associado a diversos problemas relacionado a alterações do estado de saúde, como: hipertensão arterial, doença renal, má alimentação e sedentarismo. Geralmente, a retenção de água é mais comum entre as mulheres, devido a alterações hormonais. Sendo mais comum na TPM (tensão pré-menstrual) e durante o período menstrual. Maaas não se preocupe! Existem algumas mudanças que poderão auxiliar na melhora deste problema. Segue algumas orientações:

SAL: A quantidade de água corporal está diretamente associada à concentração do íon sódio no sangue. Quando esta concentração aumenta, há ativação de dois mecanismos: secreção do Hormônio Antidiurético (ADH) e estímulo da sede, levando a um aumento da retenção hídrica. Para evitar essa alta concentração de sódio, evite ou exclua de sua rotina, alimentos com alto teor de sódio, como: alimentos embutidos (presunto, mortadela, salame etc), alimentos enlatados, condimentos em excesso, alimentos em conserva e fastfoods.

ÁGUA: Se você não bebe água ou bebe pouquíssima água, este pode ser o problema, a falta de água. O nosso corpo tende a armazenar tudo aquilo que falta, portanto, se você não ingere água, o seu organismo irá reter o pouco que ainda lhe resta. Bebendo água adequadamente, o seu corpo irá eliminar apenas aquilo que está em excesso. Beba no mínimo2 litros de água ou faça o cálculo: 35ml x seu peso.

CARBOIDRATO: Evite carboidratos simples/refinados, como: pão branco, arroz branco, massas (com farinha branca), bolachas, doces e entre outros. O carboidrato simples tem alto índice glicêmico, ou seja, ele é absorvido muito rápido, isso faz com que haja picos de insulina, e os picos de insulina fazem com que os rins retenham sódio. Retendo o sódio, retemos água. Prefira carboidratos integrais (arroz integral, pão integral, aveia, massas integrais), pois os carboidratos integrais possuem baixo índice glicêmico e não há picos de insulina.

ALIMENTOS DIURÉTICOS: Há alguns alimentos que são considerados diuréticos, como: melão, melancia, abacaxi, morango, pepino, beterraba, salsão. Estes podem ser seus aliados! Além de chás diuréticos, como: chá verde e branco (a partir da Camellia Sinensis), cavalinha, hibisco, capim-limão, chapéu de couro, salsaparrilha e dente-de-leão. Os chás, além de ter ação diurética, tem compostos antioxidantes e termogênico

POTÁSSIO, MAGNÉSIO E CÁLCIO: Estes minerais auxiliam na regulação quando há excesso de sódio. Fontes de magnésio: folhas verdes escuras, cereais integrais, nozes. / Fontes de potássio: banana, laranja, ameixa, tomate, semente de girassol. / Fonte de cálcio: produtos lácteos, gergelim, vegetais verdes escuros, tofu, feijões. Indica-se também vitamina B6: cereais integrais, castanhas.

Eu espero que você tenha descoberto o que vem retendo líquido e mude um pouco a sua rotina para evitar estes edemas.

Confira os posts relacionados